Wednesday, August 26, 2015

como usar rimas, ritmo, aliterações, regiões semânticas e contrastes pra dar a impressão de q vc tá dizendo alguma coisa

Me esfola o chão de cascalho a carne dos pés
cortando o caminho e o rumo sem volta nem ida.
Carrego meu peso e me peço q encontre através
do tempo um atalho, uma brecha, um buraco suicida,

pois cada ravina rochosa em q já tropecei
sangrando rasgado na ríspida queda inexata
mostrou-me q um corpo caindo obedece uma lei
mortífera e breve q nada e niguém desacata.

Não há o q dizer das dezenas de falsos trajetos.
No fundo do fosso, talvez no sopé do penhasco,
ali onde carne deu casa e comida aos insetos
e vermes q até mesmo äs ávidas aves dão asco,
ali, onde a trilha me traz pelos tortos e retos
desvios, desponta um sentido, talvez um fiasco.